semeadoras-adubadoras: conheça quais os tipos disponíveis

Semeadoras-adubadoras: conheça quais os tipos disponíveis

2 / dez / 2019 | Deixe seu comentário

Todo mundo sabe aquele velho ditado, conhecido como Lei da Semeadura, que diz que “você colhe o que você planta”. No entanto, se esse ensinamento fosse aplicado rigorosamente ao universo das semeadoras-adubadoras, ele deveria ser um pouco diferente.

Nesse caso, o mais adequado seria dizer que “você colhe do jeito que você planta”.

Em outras palavras: uma semeadura feita de forma correta é o requisito primordial para uma colheita de sucesso.

No presente artigo, vamos apresentar a classificação das semeadoras-adubadoras disponíveis no mercado. Fique por aqui e saiba qual delas você deve usar para manter a produtividade de sua propriedade!

No princípio, era a semente…

Semear significa lançar sementes para fazê-las germinar. Quando o homem descobriu esse verdadeiro milagre que a natureza é capaz de proporcionar, é algo que não podemos saber com tanta precisão.

Mas uma coisa é completamente certa: a agricultura promoveu uma revolução na história da humanidade e essa revolução começou há cerca de 12 mil anos!

De lá para cá, as técnicas para plantar sementes sofreram evoluções importantes, e a invenção das semeadoras tem papel de destaque nesse processo.

Na Europa, a primeira semeadora que se tem notícia foi criada por Joseph Locatelli, em 1636. O equipamento era formado por um depósito cilíndrico de madeira que tinha um eixo rotativo dotado de conchas que lançavam as semente em tubos condutores até perto do solo.

Mais tarde, em 1701, o agricultor inglês Jethro Tull inventou uma semeadora mecânica, que trouxe para sua lavoura vantagens valiosas: menos sementes desperdiçadas, colheita feita em fileiras, logo, mais fáceis de colher, vários canais perfurados de uma só vez, reduzindo o tempo da semeadura.

Em 1785 foi a vez de James Cook inventar uma semeadora mecânica de tração animal, que passou a ser o modelo para todas as outras criadas a seguir. As semeadoras-adubadoras, nessa dupla função, foram adotadas a partir de 1900.

Mas afinal, para que servem as semeadoras-adubadoras?

São máquinas que tem a capacidade de dosar e colocar no solo tanto as sementes quanto os fertilizantes.

As funções básicas, portanto, são:

  • abrir o sulco;
  • dosar a quantidade de semente e fertilizante;
  • posicioná-los no sulco;
  • cobri-los e comprimi-los.

Em síntese, são equipamentos que foram projetados para realizar o plantio de espécies vegetais que se reproduzem por meio de sementes. Seu mecanismo consiste em realizar o depósito das sementes no solo em uma profundidade predeterminada, que varia de acordo com a planta cultivada; da mesma forma, as semeadoras-adubadoras também são responsáveis pela distribuição dos fertilizantes.

Tais ferramentas diferem entre si por conta de suas características construtivas. Sua classificação é feita de acordo com a forma de distribuição, mecanismo dosador, acionamento e tamanho das sementes.

Agora, vamos conferir cada uma delas.

Classificação conforme a forma de distribuição

Semeadoras de precisão

É utilizada nas culturas de grão graúdo, como feijão, milho, algodão, soja, entre outras. O arranjo entre as plantas é definido de acordo com o tipo de cultivar, as características do solo e a disponibilidade de água. Aplica-se no espaçamento de 6 a 25 centímetros entre as sementes e de 35 a 90 centímetros entre linhas.

Semeadoras de fluxo contínuo

É usada nas culturas de grão miúdo, como aveia, cevada, canola, azevém, trigo, entre outros. A largura de trabalho varia em função do número de linhas, com espaçamento entre 15,8 e 17,5 centímetros.

Semeaduras a lanço (terrestre e aérea)

As sementes são lançadas na superfície do solo e em seguida são incorporadas por meio de uma grade.

Classificação conforme a forma de acionamento

Manual

Esse tipo de semeadura, acionada pelo próprio operador, é utilizada com mais frequência em propriedades de pequeno porte de milho e hortaliças, principalmente em locais cujo relevo impossibilita ou dificulta o trabalho com animais e tratores.

Tração animal

Tipo de equipamento tracionado por mulas, bois ou cavalos. Possui a característica de ter um baixo rendimento operacional, se comparado às semeadoras tratorizadas.

Tratorizada

Tipo de semeadura realizada pelo deslocamento do trator. Pode ser acoplada por meio do sistema de levante hidráulico ou por meio da barra de tração do trator.

Classificação conforme o tamanho da semente

Sementes miúdas: arroz, trigo, centeio, cevada, entre outras.

Sementes graúdas: algodão, soja, milho, girassol, feijão, entre outras.

Classificação conforme o mecanismo dosador das sementes

Nas semeadoras em linha (fluxo contínuo ou de precisão), o mecanismo dosador pode ser:

  • disco perfurado ou inclinado e horizontal
  • cilindro acanalado reto ou helicoidal
  • pneumático

Nas semeadoras de lanço (terrestres ou aéreas), o mecanismo dosador pode ser:

  • rotor centrífugo

E então, gostou das informações fornecidas por este artigo? Visite nosso site e conheça as aulas que temos para auxiliar você!

Rodrigo Loncarovich é CEO da Agro Academy.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *