mercado do agronegócio: qual a importância do setor e quais as tendências do momento

Mercado do agronegócio: qual a importância do setor e quais as tendências do momento

16 / jan / 2020 | Deixe seu comentário

O mercado do agronegócio é um dos pilares que sustentam a economia nacional. Conforme prognóstico do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), para 2020 espera-se um crescimento do PIB agropecuário de mais de 3% conduzindo o crescimento do PIB nacional.

Levando-se em conta, ademais, que o agronegócio corresponde a cerca de 20% do Produto Interno Bruto do país e que gera em torno de 1,5 trilhão ao ano, é impossível ignorar a força que produção e a indústria ligadas ao trabalho no campo exercem tanto na circulação interna quanto no mercado de exportação.

Por esse motivo, elaboramos este artigo pensando em destacar a importância do agronegócio brasileiro, e também lançar um olhar sobre as tendências que apontam no horizonte do segmento. Acompanhe!

Por que o Brasil se destaca no mercado do agronegócio?

O Brasil, historicamente, é marcado pelas atividades produtivas no campo. Quando falamos em “vocação” para a agropecuária, é necessário considerar o processo de nossa formação para entender a conjuntura atual.

Portanto, para compreender a relevância da agricultura e da pecuária nos dias de hoje, é importante sublinhar a economia notadamente baseada na produção rural que construiu essa tradição da qual hoje somos parte. Assim, ao longo da história destacam-se grandes ciclos econômicos que formaram a base de sustentação do Brasil. Nesse sentido, dois deles são protagonistas: o ciclo da cana-de-açúcar e o ciclo do café, sendo que este teve seu auge na República e aquele na Colônia.

Bem, você pode estar pensando consigo mesmo que cana-de-açúcar e café não são coisas do passado. De fato, ambas as culturas, ao lado da soja, milho, algodão, trigo, entre outras, estão entre as grandes commodities de nosso país atualmente.

Sim, o agronegócio não para de crescer. E essa força é consequência de uma história que, durante muito tempo, sustentou-se com base na economia agroexportadora ao invés da produção de manufaturas.

É evidente que a explicação não deve se resumir apenas ao aspecto econômico: as condições naturais favoráveis, com efeito, são determinantes para a tal vocação agrícola. Poucos países no mundo possuem características climáticas e geográficas tão positivas em relação ao solo, à água, ao relevo, à disponibilidade de terras agricultáveis, à temperatura e à luminosidade.

Soma-se a tudo o que foi citado, o fato de que o Brasil tem acompanhando a evolução da tecnologia aplicada à agricultura, o que traz resultados verdadeiramente satisfatórios no sentido do aumento quantitativo e qualitativo da produção.

Quais as dificuldades enfrentadas pelo mercado do agronegócio?

Para além dos empecilhos relacionados à adversidade climática que, afinal de contas, faz parte da atividade, os maiores problemas enfrentados pelo segmento estão relacionados à gestão. A seguir, listamos alguns tópicos que podem estar, de uma forma ou de outra, afligindo as pessoas envolvidas no agronegócio:

  • infraestrutura e logística;
  • estoque e armazenagem;
  • legislação tributária;
  • concentração em grandes empresas;
  • sazonalidade da produção;
  • gerenciamento da mão de obra;
  • impacto no meio ambiente;
  • financiamento para o setor;
  • legislação trabalhista.

Que qualificações deve ter um profissional do mercado do agronegócio?

Algumas habilidades são fundamentais para quem deseja ganhar destaque no setor. Vamos a elas!

Visão estratégica

Significa ter a capacidade de perceber o que está acontecendo ao seu redor, identificar possíveis obstáculos e saber, de maneira proativa, como lidar com eles da melhor forma possível.

Flexibilidade

O mercado do agronegócio vem sofrendo mudanças constantemente, por isso o profissional tem de acompanhar esse movimento, sendo flexível e receptivo a novas ideias.

Boa comunicação

É importante que o profissional consiga transmitir suas mensagens de maneira clara e objetiva, dando contribuições positivas no dia a dia de seu trabalho.

Vontade de aprender

A busca por conhecimento deve fazer parte da rotina de um profissional competente. É crucial, portanto, se manter atualizado e a par das tendências do mercado.

Quais são as tendências apontadas pelo mercado do agronegócio?

Sustentabilidade

Primeiramente, a questão que paira sobre todo o segmento é a ideia de sustentabilidade. A preocupação com o meio ambiente passou a ser vista de forma associada à produtividade agrícola. A equação se resume a agregar valor ao produto gerando rentabilidade sem agredir a natureza.

A agricultura sustentável é a agricultura que pensa no futuro e por isso adota tecnologias de preservação da floresta, da água, da terra e do ar. Uma tendência bastante importante é o investimento em produção de energia limpa. Destacam-se, aqui, a energia eólica, a energia solar e a biomassa.

Dentro deste campo, surgiram experiências interessantes que podem trazer perspectivas inovadoras para os próximos anos. Um exemplo, são as chamadas fazendas verticais,  uma solução encontrada para ser adotada em grandes centros urbanos.

São instalações verticais automatizadas e monitoradas, com total controle ambiental (umidade, temperatura, gases etc). O método consiste em um processo semelhante ao utilizado nas estufas de hidroponia. Em alguns casos, a produção pode atingir três vezes mais do que a agricultura convencional.

Tecnologia                                                            

As adoção da tecnologia digital na agricultura é uma tendência que dia após dia tende a crescer. As novidades tecnológicas não param de se desenvolver, abrindo espaço para um universo novo.

A agricultura 4.0 causou uma verdadeira revolução, especialmente no que se refere ao monitoramento da lavoura e dos animais, à análise do clima e à coleta de dados em tempo real.

Assim, alguns equipamentos se destacam nesse contexto de inovação tecnológica. Os drones, por exemplo, são uma tendência cada vez mais forte, seja para o mapeamento, seja para a pulverização.

Outro equipamento muito importante é o sensor, que tem a função de realizar a coleta de dados, assim como é capazes de executar tarefas à distância em tempo real, realizando comandos de forma automática.

Não menos importantes são os softwares de gestão que existem disponíveis no mercado, de modo a auxiliar o produtor no controle de custos de produção e no gerenciamento do negócio em geral.

Há, também, o decisivo papel exercido pela biotecnologia e pela nanotecnologia em benefício da agricultura. As pesquisas em torno da manipulação genética de alimentos com o intento de aumentar a produção e melhorar a qualidade serão cada vez mais necessárias no mercado do agronegócio.

Assim, terminamos nosso artigo esperando ter contribuído para que suas dúvidas sobre o tema fossem resolvidas. Quer se manter atualizado sobre o mundo do agronegócio? Então visite nosso blog com frequência, pois toda semana temos novos artigos! É profissional do setor e deseja estar em sintonia com as novas tecnologias disponíveis no mercado? Então entre em nosso site e escolha um curso para fazer!

Rodrigo Loncarovich é CEO da Agro Academy.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *